• Sede Regional 3RE

8.0 Decisão Episcopal de prorrogação de fechamento dos templos na capital



Aos pastores, pastoras e igrejas locais

Graça e paz

Espero que estejam todos com saúde e cumprindo o tempo de quarentena para preservação da saúde.

No dia 07 de maio de 2020, foi publicada correspondência acerca de orientação sobre o fechamento dos templos metodistas na 3ª Região Eclesiástica.

No dia 2 de junho foi publicada Orientação Episcopal para Reabertura dos Templos na 3ª Região Eclesiástica, por conta do processo de flexibilização da quarentena em algumas cidades do interior do estado de São Paulo.

De maneira diferente do que temos presenciado em cidades da grande São Paulo, Litoral e do interior do estado de São Paulo, a capital prorrogou a quarentena até o dia 30 de julho de 2020.

Em decorrência de tal publicação e visando a preservação da vida dos membros e visitantes de nossas igrejas na cidade de São Paulo, comunicamos nossa decisão, como Bispo da Terceira Região Eclesiástica e do Ministério de Apoio Episcopal, composto pelos Superintendentes Distritais, é que até que recebam autorização a partir do Gabinete Episcopal para abertura do templo para Cultos presenciais, DEVEM PERMANECER FECHADOS OS TEMPLOS DA CAPITAL DE SÃO PAULO. Mesmo que a Prefeitura autorize a reabertura, comunicamos que a autorização para que sejam reabertos sairá do Gabinete Episcopal, após o cumprimento dos requisitos da orientação pastoral para reabertura dos templos na 3ª RE da Igreja Metodista.

O momento que tem sido estimado para o retorno das atividades cúlticas nas igrejas deve ser no meio da fase verde. Porém, ainda estamos na fase amarela. O meio da fase verde deve acontecer em agosto, final da primeira quinzena e início da segunda quinzena. Essa é a primeira opção.

Por conta desta previsão e visando conscientizar e oportunizar às nossas igrejas que se antecipem aos protocolos que temos visto em outros municípios e a partir de informações recebidas orientamos as igrejas:

ACESSO À IGREJA

  • Aferir a temperatura (existe um termômetro infravermelho específico para isso),

  • Utilização de tapete sanitário para que todos possam higienizar os seus calçados ao entrarem na igreja,

  • Higienizar as mãos com álcool em gel de todas as pessoas que adentrarem o templo (pode ser disponibilizado um totem com o álcool ou disponibilizar um voluntário para oferecer álcool em gel

  • Destacar voluntários para a aferição de temperatura e verificação da utilização ou disponibilização do álcool em gel na entrada do templo.

  • Providenciar a higienização de todos os corrimões antes da abertura do templo.

DURANTE O CULTO

  • As portas da igreja deverão ficar abertas durante os cultos;

  • Os frequentadores do culto serão orientados a respeitarem o espaçamento mínimo de 1,5 metro (ou dois braços), e serão acomodados em bancos alternados.

  • Os frequentadores deverão respeitar os protocolos de higiene, distanciamento e uso de máscaras

  • Famílias que convivem juntas poderão sentar sem alternância.

  • Risco iminente à saúde pública pode levar a igreja à interdição imediata se não estiver cumprindo os protocolos. É importante registrar a realização de todo o culto com filmagem e/ou fotos.

  • Não distribuir material impresso (boletins, folders, etc.) em nenhum momento, pelo papel ser vetor de transmissão do vírus.

USO DOS BANHEIROS

  • Limitação dos boxes e água sanitária em cada um deles.

  • Um voluntário deverá orientar a quem utilizar o banheiro sobre a higienização/desinfecção do local após o uso do sanitário e higienização das mãos.

  • Orientações sobre higiene deverão ser afixadas nos banheiros

HIGIENIZAÇÃO

  • Deverá ocorrer a higienização dos ambientes da igreja e do local do culto após cada reunião.

  • Recomenda-se evitar o compartilhamento de microfones equipamentos, bem como higienizá-lo devidamente (pode usar álcool Isopropílico 70º)

REALIZAÇÃO DA CEIA

  • Recomenda-se que sejam distribuídos kits individuais protegidos na entrada da igreja com cálice e pão.

  • Após a ceia os cálices utilizados deverão ser recolhidos e descartados imediatamente.

DÍZIMOS E OFERTAS

  • Se possível, estimular que as contribuições e ofertas não ocorram em espécie, com a utilização de meios eletrônicos.

  • Se houver cédulas, o responsável da igreja que manusear o ofertório e o dinheiro deverá utilizar EPIs (luva e máscara) e, se for possível as cédulas devem ser desinfetadas com produtos como Lysoform.

PASTORES E LÍDERES COM MAIS DE 60 ANOS

  • Recomenda-se que permaneçam afastados das atividades presencias da igreja

VOLUNTÁRIOS

  • Deverão receber treinamento sobre a utilização de EPIs, termômetro, higienização das áreas de acesso e do templo e orientação dos frequentadores.

SAÍDA DA IGREJA

  • Deve ser em ordem, a partir dos bancos mais próximos a porta e sem aglomerações de pessoas


Orando para que os cientistas encontrem uma vacina ou um remédio para que a pandemia da Covid-19 cesse com o fim de retomar a normalidade de nossa vida.

Que Deus abençoe a todos e todas vocês.


José Carlos Peres

Bispo presidente da Igreja Metodista 3RE


#Metodista3re #IgrejaMetodista #BispoPeres #CoronaVírus #Covid19

2,314 visualizações
INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020