• Sede Regional 3RE

A Igreja e o verde

A Igreja e o verde

(Gênesis 2.9)


O Senhor Deus fez nascer do solo toda espécie de árvores agradáveis aos olhos e boas para alimento. E no meio desse jardim estava a árvore da vida – árvore do conhecimento do bem e do mal.


Fico imaginando como Adão recebeu tudo o que Deus fez. Ele deve ter ficado cheio de alegria e, ao mesmo tempo, surpreso com tudo, pois ele também era criação e tinha sido feito naquele momento, junto com tudo aquilo. Penso que ele não tenha tido um norte, pois ele não tinha referências sobre tudo o que estava vendo; tudo era novo mesmo. Deus fala para ele colocar nomes nos animais e percebo que Adão, em sua caminhada com Deus, se sentia bem. Mesmo porque não havia nenhum passado em sua memória, tudo era novo e tudo estava sendo formado. Não havia pensamentos e preconceitos. Acredito que tenha sido difícil realizar essa atividade de dar nomes.


Pensando um pouco em tudo isso, vejo o quanto Deus confiou sua criação a uma só pessoa, vamos ao que diz a palavra: Gênesis 1.28-30:


28 Deus os abençoou e lhes ordenou: Sede férteis e multiplicai-vos! Povoai e sujeitai toda a terra; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todo animal que rasteja sobre a terra!
29 E acrescentou Deus: Eis que vos dou todas as plantas que nascem por toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com sementes: esse será o vosso alimento!
30 Também dou a todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, a todos os répteis da terra, e a todas as criaturas em que há fôlego de vida, todos os vegetais existentes, como mantimento e sustento!

Fé e obras


E assim aconteceu. Podemos pensar que essa ordenança foi somente para Adão e não para mim, aliás, foi ele quem deixou a coisa desandar. Podemos pensar que foi delegada somente a Adão essa responsabilidade. Se fosse assim, toda escritura serviria somente para o povo daquela época, pois foi para eles que Deus falou, orientou e ensinou e não a nós. A palavra é a mesma. Vivemos pela fé e também por meio de obras.

Portanto, assim como o corpo sem espírito está morto, da mesma forma a fé sem obras está morta – Tiago 2.26.

Como Igreja, precisamos assumir nossas responsabilidades, tanto no que se atribui a ela, quanto ao que consideramos não ser nossa incumbência realizar.


Pensamentos surgem em nossa mente de forma bem sutil e vamos caminhando sem dar importância aos acontecimentos: dizemos que algumas coisas não têm importância ou mesmo: quem está preocupado com isso?


Cuidar do nosso verde


Preocupado com esse tipo de comportamento venho abordar esse assunto e colocar a necessidade de ter cuidado com o nosso verde. É responsabilidade da Igreja conscientizar a comunidade sobre a importância desse assunto e perceber que pequenas ações são possíveis e, desta forma, demonstrar cuidado com a criação de Deus.


Alguns exemplos do que podemos fazer: preservar e conservar áreas próximas à Igreja. As autoridades municipais concedem áreas de jardim para pessoas que se interessam em cuidar e concedem autorização para colocar uma placa dizendo que tal instituição cuida daquele lugar. (já é um modo de evangelizar e mostrar o cuidado da Igreja com o meio ambiente.)

Igreja cuidadora


Outras ações são possíveis em locais onde não há seleção de lixo. A Igreja pode solicitar que a lei seja executada. Um exemplo é a lei 13.478/2002, que regulamenta o plano diretor de SP: Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do Município de São Paulo (PGIRS 2014). Mas nada impede que possamos selecionar nosso lixo em casa, pois muitas famílias sobrevivem do lixo. Se tivermos essa pequena atitude em nosso lar, facilitaremos o trabalho dos catadores de materiais recicláveis. Também podemos fazer plantio de mudas de árvores e até refazer áreas que foram desmatadas. Cada árvore plantada gera a absorção de gases CO2, que ela utiliza para o seu crescimento e também nos ajuda, pois esses gases nos fazem mal. Não só as árvores têm essa função; o gramado, as plantas do jardim, e as plantas dos vasos também.

A Igreja pode trabalhar esse tema na Escola Dominical e também oferecer cursos como horta e jardinagem.

A Igreja Metodista, por meio dos Cânones de 2012-2016, no capítulo V, no parágrafo F, aponta, com clareza, a missão da Igreja na sociedade.


Nossa Igreja é uma Igreja cuidadora de vidas e do meio ambiente. É de extrema importância que abramos os nossos olhos para tudo o que acontece fora dos nossos muros.

Ruberlyl Sandro Santos

Pastor na Igreja Metodista no Aeroporto


#Metodista3re #IgrejaMetodista #MeioAmbiente

41 visualizações
INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020