• Sede Regional 3RE

O Deputado e Pastor Marcos Feliciano não nos representa

A Assessoria de Direitos Humanos (ADH)* da Igreja Metodista na 3ª Região Eclesiástica tomou conhecimento da declaração do Deputado Marcos Feliciano no programa de rádio Pânico no dia 20/03/2018.


Na ocasião o deputado disse que quando um esquerdista leva um tiro na cabeça, ele leva uma semana para morrer, porque é o tempo que a bala leva para achar o cérebro”.


Vemos com extrema indignação e preocupação que a memória de seres humanos, seja qual for sua opção política e ideológica, seja maculada com tamanha violência e despropósito.


Esta questão pede um posicionamento nosso, como discípulos e discípulas de Cristo, que jamais aceitou ou defendeu a morte. Realmente estamos vivendo tempos de extrema intolerância e, nestes tempos, somos desafiados a manter a unidade e a assumir corajosamente a tarefa de sermos pacificadores nesta verdadeira arena em que se transformou nossa sociedade.

Cremos que a postura de quem exerce mandato eletivo como deputado tem o dever de não reforçar estereótipos e preconceitos que desqualificam o debate e relativizam a vida e a dignidade humanas, principalmente a postura de um parlamentar que já ocupou cargo de presidente na Comissão de Direitos Humanos.


Cremos que, como parlamentar e líder evangélico, na falta de palavras de conforto, cabe um silêncio respeitoso frente à dor dos enlutados pela morte de uma colega parlamentar assassinada em circunstâncias que redundaram em comoção nacional e internacional.


A defesa de ideias e o debate são desejáveis e legítimos em um Estado Democrático de Direito, porém devem ser exercidos dentro dos limites que a própria Constituição estabelece, anteriormente invocada pelo parlamentar. Respeito, comedimento e os valores cristãos são caros a todos/as nós.


Cremos que o posicionamento ideológico extremo de um líder evangélico que exerce mandato eletivo, referindo-se aos Direitos Humanos como “direitos dos manos”, tal como o parlamentar fez no mesmo programa e em outras afirmações inverídicas a respeito da vereadora assassinada, depõe contra a verdade e reduz a compreensão do Evangelho à identificação com um posicionamento político que não o representa.


Como discípulos/as de Cristo, somos chamados à promoção da paz e ao estímulo do diálogo e da não violência, pois: "Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus" (Mateus 5.9).


A fala do deputado Marcos Feliciano extrapola os limites do tolerável, pois ofende de forma violenta a memória de pessoas brutalmente assassinadas, de famílias que perderam entes queridos, e estimula o ódio e mais violência, deixando de contribuir para a promoção do evangelho transformador de Jesus Cristo,


Oremos pelo nosso país,

Oremos para a superação da intolerância,

Oremos pelos pacificadores.

Assessoria Regional de Promoção dos Direitos Humanos da Igreja Metodista 3RE

A Igreja Metodista não apoia nenhum partido, agremiação ou ideologias de caráter partidário. Os membros da igreja têm liberdade de opinião, respeitando os processos democráticos, mas a Igreja orienta a cada metodista a uma atuação cidadã, tendo o senso e o dever de sermos uma comunidade missionária a serviço do povo, com ações pautadas nos princípios morais e éticos do Evangelho de Jesus Cristo. Cremos que o Evangelho é boa notícia de salvação, redenção, restauração para cada ser humano e de reconstrução ética de nossa sociedade.
Assessoria de Comunicação

da IM3RE por Rogério Silva e Vinicius T. Carvalho


#Metodista3re #DireitosHumanos

INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020