• Sede Regional 3RE

Obelisco em Praia Grande


"Inscrição na Praça da Bíblia: “O Senhor é meu pastor, nada me faltará”. Reprodução/Google Maps"

A Estância Balneária de Praia Grande com seus 51 anos de emancipação da cidade de São Vicente é uma das cidades do litoral paulista que mais cresce. Em seus 147 km de densidade demográfica há aproximadamente 300 mil habitantes que desfrutam juntamente de seus 22,5 km de praias.


"É uma cidade para todos" em seus 147 km de densidade podemos ver estátuas e monumentos que mostram que Praia Grande é uma cidade religiosa. No bairro cidade Ocean podemos ver uma estátua a Netuno ou Poseidon, na mitologia greco-romana é considerado o deus dos mares, inaugurada em 27/05/1956.


No bairro Vila Mirim podemos ver a estátua de Iemanjá que foi inaugurada em 1976 e todo ano em 9 de dezembro é comemorado a festa a Iemanjá, gerando renda no cofre público, mas sua festa oficial teve início em 1969.


No Boqueirão temos a Praça da Paz, conhecida como Praça das Cabeças, que foi inaugurada em Janeiro de 2007 e exibe sete esculturas que representam a paz mundial, são elas: Jesus Cristo, Maria (Mãe de Jesus), Papa João Paulo II, Madre Tereza de Calcutá, Mahatma Gandhi e Nelson Mandela. A praça tem a iniciativa de fazer com que as pessoas reflitam sobre a paz do mundo.


Ainda no bairro Boqueirão temos a estátua de Santo Antônio inaugurada em 19/01/2007, que está localizada em frente a igreja que leva o mesmo nome.


No bairro Vila Caiçara, temos a praça São Pedro com a estátua feita em tamanho normal (1,85 m), sendo este o padroeiro da cidade desde 2007.


Temos a Praça da Bíblia que tem um obelisco com frases bíblicas. O local foi inaugurado com a proposta de ser uma referência para todos os cristãos, um ponto de encontro para se reunirem e até mesmo praticarem atividades relacionadas no seu credo. Foi inaugurada em 15/12/2012.



A Bíblia é para todos, é um manual de vida, e nos dá vida!


Em agosto desse ano a justiça determinou a remoção das frases bíblicas da praça. A ação foi ajuizada pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (ATEA) com base no artigo 19 da Constituição.


O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) acolheu o questionamento acerca da indicação religiosa na praça e considerou que a ação atende ao direito coletivo de preservação do estado laico.


Segundo o TJ-SP, o local expressamente direcionado para a comunidade cristã com subvenção municipal é uma infração evidente "a laicidade do estado".


Analisando a determinação da justiça e da nossa cidade, com seus pontos turísticos religiosos, observamos que há uma divergência em relação a Praça da Bíblia. Vemos que não é o único ponto que infrinja a lei com base no artigo 19, pois em quase toda a cidade temos monumentos, estátuas e praças que nos remetem a segmentos religiosos.


E sendo mais específica, vivemos em um país que reconhece o senhorio de Deus em suas cédulas monetárias.


Ouvimos falar em liberdade e suas variadas formas de expressão religiosa, filosófica, consciência, política, financeira e etc.


Vivemos em um país considerado livre, exercer essa liberdade é uma grande responsabilidade do ser humano. Se não exerço minha liberdade moral, religiosa, e cívica, tenho a lei do meu favor, mas onde verdadeiramente sou livre?


Em João 8:36 me dá a resposta

"Se pois, o filho vos libertar, verdadeira liberdade",

a Bíblia é a palavra de Deus, e nos direciona na verdade.


Enfim, tiram-se as frases do obelisco, mas qual artigo da lei tirará as palavras de Deus gravadas nos corações?!


Sandra Bezerra

Seminarista na Igreja Metodista em Praia Grande, 2º ano EAD.


#Metodista3re #IgrejaMetodista #Religião #MetodistaPraiaGrande

Fontes:

178 visualizações1 comentário
INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020