• Sede Regional 3RE

Nosso Deus, nosso Pai, nosso Exemplo

Desde o momento exato que entendemos o que significa DEUS, passamos a senti-lo e vê-lo como um pai, e assim começamos a chama-lo de... ”NOSSO PAI”.


De muitas maneiras nos referimos a Deus, porém a palavra “PAI” sempre dá a certeza de estarmos nos dirigindo àquele que nos trará proteção, provisão, carinho, atenção e principalmente, que atenderá nosso pedido sempre que entender ser o melhor para nossa vida.


Dificilmente um verdadeiro cristão se revolta ao não ter uma resposta positiva de Deus quando uma oração não é atendida, até mesmo pelo entendimento de que a vontade soberana Dele está é melhor para nossa vida.



Aos lermos as escrituras vemos um Deus realmente soberano, que sempre conduziu seu povo com amor e proteção, como um verdadeiro PAI. Mas o que devemos a Deus por tanto amor e cuidado? Podemos numerar quatro coisas:

1) Honra:

"Se eu, pois, sou vosso pai, onde está a minha honra?" (Ml 1, 6), a qual consiste em três coisas: (1) em relação a Deus, dar-lhe louvor, como canta o salmista: "Honra-me quem oferece um sacrifício de louvor" (Sl 49, 23), que deve estar não só nos lábios, mas também no coração: "Esse povo", disse o Senhor <por boca do profeta>, "vem a mim apenas com palavras e me honra só com os lábios, enquanto seu coração está longe de mim" (Is 29, 13); (2) em relação a si mesmo, guardar a pureza de corpo, <como exorta o Apóstolo>: "Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo" (1Cor 6, 20); (3) em relação ao próximo, julgá-lo com equidade, como diz o Salmo: "Reina o rei poderoso que ama a justiça" (Sl 98, 4);

2) que o imitemos, uma vez que é nosso Pai:

"Chamar-me-ás pai, e não cessarás de me seguir" (Jr 3, 19). Ora, imitamo-lo perfeitamente quando a ele nos assemelhamos em três aspectos: (1) no amor: "Sede, pois, imitadores de Deus como filhos muito amados. Progredi na caridade" (Ef 5, 1), e isso deve estar no coração; (2) na misericórdia, pois o amor deve vir acompanhado de compaixão: "Sede, portanto, misericordiosos" (Lc 6, 36), o que tem de manifestar-se em nossas obras; e (3) na perfeição, pois o amor e a misericórdia devem ser perfeitos: "Portanto, sede perfeitos, assim como o vosso Pai celeste é perfeito" (Mt 5, 48);

3) que lhe sejamos obedientes:

"Com quanto mais razão nos havemos de submeter ao Pai de nossas almas?" (Hb 12, 9). E isto por três motivos [3]: primeiro, (1) por seu domínio, já que ele é o Senhor: "Faremos tudo o que o Senhor disse e seremos obedientes" (Ex 24, 7); segundo, (2) pelo exemplo que nos deu o verdadeiro Filho, ao fazer-se obediente ao Pai até a morte, como se diz na Epístola aos Filipenses (cf. Fl 2, 8); terceiro, (3) porque nos é proveitoso: "Dançarei diante do Senhor que me escolheu" (2Sm 6, 21s);

4) que sejamos pacientes nas adversidades com que ele nos castiga, <como aconselha o rei Salomão>:

"Meu filho, não desprezes a correção do Senhor, nem te espantes que ele te repreenda, porque o Senhor castiga aquele a quem ama, e pune o filho a quem muito estima" (Pr 3, 11s).


Nos dias de hoje, onde muitas das vezes a família tem sido deixada em segundo plano, nos cristãos temos que nos atentar à importância de nosso “pai terreno”, pois a ele, e a exemplo de nosso Pai que esta no céu, também devemos honra, obediência, paciência e principalmente a seguir seus bons exemplos.


Eu tive o privilégio de nascer em um lar Cristão Metodista, desde meus avós que auxiliaram na construção e fundação do Templo Metodista no Bairro do Ipiranga, São Paulo, aos meus pais que ali ainda permanecem. Eu e minha família sempre fomos envolvidos com as mais diversas áreas de liderança da nossa Igreja Local e Região, e de forma mais específica, sempre tive um exemplo maravilhoso vindo de meu pai, Roberto Machado, Secretario Executivo Regional da AIM, que está a frente do Conjunto masculino Wesleyano há 57 anos.


Paulo Roberto (filho), Roberto Machado (pai) e Junior (neto)

Não existe aqui nenhuma comparação a um “deus”, porém, a exemplo de todo o explanado acima, e cumprindo um mandamento Bíblico com promessa descrito em êxodo 20, 2 que diz:

Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá;

impossível não crer que minha vida Cristã se deve muito ao meu pai, aos seus exemplos como homem, como servo de Deus, como amigo.


As orientações e repreensões feitas sempre com amor, demonstraram e demonstram até hoje o temor a Deus, e as tornaram sempre impossíveis de não serem respeitadas e acatadas. Sempre vi, e ainda vejo meus pais ajoelhados diariamente e em oração, buscando em Deus a direção para a vida da família.


Agradeço a Deus pelo meu pai terreno, pelo homem Cristão forte que é, pela sabedoria, pelo cuidado com a família, com a esposa e filhos, pela provisão, pela fidelidade, pelo amor, e por todos os passos que posso seguir.


Que Deus, que nos entregou seu filho Jesus, na sua infinita bondade, nos dê força e sabedoria para honrá-lo, imitá-lo, e aceitarmos Sua correção, para que assim sejamos obedientes e nunca nos desviemos dos caminhos do Senhor.


Paulo Roberto Nogueira Machado

Membro da Igreja Metodista no Ipiranga, filho e pai.


#Metodista3re #IgrejaMetodista #Pais #RaizMetodista #CostumesMetodistas #PrincípiosMetodistas

83 visualizações
INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020