• Sede Regional 3RE

Campeões em Cristo - Bispo Peres

"A TAÇA DO MUNDO É NOSSA!"

Informações pessoais:

Nome: José Carlos Peres

Data de nasc.: 16/10/1956

Nacionalidade: Brasileiro


“A Taça do Mundo é Nossa é uma canção de autoria de Wagner Maugeri, Lauro Müller, Maugeri Sobrinho e Victor Dagô, composta para as comemorações após a Seleção Brasileira de Futebol ter vencido a Copa do Mundo FIFA de 1958 na Suécia” (Wikipedia).



Lembro-me desta música na copa de 1970, disputada no México, foi a primeira copa que assisti pela televisão. Foi a terceira copa que o Brasil ganhou e trouxe consigo o troféu definitivo, a taça Jules Rimet, toda em ouro, pesava três quilos e meio. Ela foi roubada em 19 de dezembro 1983 e até hoje não se sabe ao certo o que aconteceu com ela. Desconfia-se que ela foi derretida e vendida em pequenas barras. Fato lamentável.


Na história das copas do mundo está escrito que por cinco vezes o Brasil conquistou o prêmio dos vencedores: 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. Somos o único país que atingiu esta marca na competição. Somos também o único país que disputou todas as versões da copa. Isso enche de orgulho a nação brasileira. Escrevo esta mensagem já sabendo que o Brasil não disputará a final do mundial. A esperança de se sagrar campeão pela sexta vez, está adiada para a próxima copa, em 2022.


Neste período da copa, tenho lido algumas mensagens de lideranças cristãs que estão se manifestando no sentido de que os homens e mulheres de Deus deveriam utilizar o tempo, de duas horas em média, gastos para ver uma partida de futebol, para clamar em favor da nação brasileira que se encontra em situação crítica, enfrentando a corrupção generalizada na esfera política e pelas nações da América Latina, como a Bolívia, Colômbia e Venezuela que, como nós, estão enfrentando a dura realidade de uma economia desestabilizada, sofrendo frente às suas necessidades básicas de saúde, educação, segurança e desemprego.


Segundo a Constituição da República Federativa do Brasil, estes itens são direitos do povo e obrigação do Estado, transcrevo a seguir o texto do Artigo 6º.:

São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”.

Na linha destas mensagens, somente Deus poderá intervir de modo sobrenatural para corrigir a situação crítica estabelecida e fazer com que o Estado garanta esses direitos, por isso o clamor do povo cristão se faz necessário.

Entretanto, cito o comentarista esportivo Milton Neves, da Rede Bandeirantes de TV, que faz uma colocação que é verdadeira não somente para o Brasil, bem como para muitos países do mundo. Ele diz que dentre todas as coisas de menor importância no mundo, o futebol é a coisa mais importante. Os índices de medição da audiência em jogos da copa, são altíssimos, comprovam a fala do comentarista. No Brasil, 72% do povo brasileiro assiste aos jogos da copa.


É inegável que gostamos de futebol. É inegável que o país está envolvido numa crise financeira, moral, ética e de segurança. Entretanto, assistir aos jogos da Copa do Mundo de futebol, não é pecado, não deve nos tirar a consciência de que estamos em crise e não pode nos fazer esquecer que temos direitos garantidos pela constituição brasileira. Devemos nos alegrar e aproveitar os momentos de comunhão proporcionados quando nos reunimos em família ou com os amigos e amigas para ver uma partida de futebol, envolvendo a seleção ou o time de nossa preferência. Também devemos separar um tempo para clamor a Deus em favor da nação brasileira e de outros países que estejam vivendo em situação difícil, para que os governantes em âmbito municipal, estadual e nacional obedeçam à constituição do país e trabalhem em favor do povo, para que os legisladores façam leis que protejam os menos favorecidos, empobrecidos e desprotegidos da nação, de modo a proporcionar qualidade de vida.


Com certeza, você que me lê, acompanhou durante o período em que se desenrolou a copa algumas postagens feitas no “iConexão”. Elas apresentaram alguns princípios importantes para um bom viver. Foram textos criados por irmãos e irmãs que convivem conosco no dia a dia da Igreja. Revelando-nos que a copa do mundo não aliena quem é consciente de seus deveres como cristãos/ãs e como cidadãos/ãs. Alguns textos apontaram que mais importante que a copa do mundo, para a vida de um crente em Cristo Jesus, é ter uma vida consagrada a Ele e aos princípios do Reino de Deus.


Neste prisma, quero compartilhar um texto da Palavra de Deus:

Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado – 1 Coríntios 9.24-27.


Na final da Copa, apenas uma seleção ganhará o prêmio de melhor do mundo. Embora todas elas tenham se preparado física e mentalmente para obter sucesso como campeã, somente uma colherá os louros da vitória. Na exposição que o apóstolo Paulo faz, há o alerta de que os atletas se preparam e se dedicam em um rigoroso programa de treinamentos para galgarem o prêmio destinado ao vencedor/a, no entanto, ele faz menção de que há uma competição em que todos/as podem ser vencedores/as: a luta ou corrida da fé cristã. Lutamos contra o pecado e corremos em direção aos braços do Pai. Quem perseverar até o fim, será vencedor/a, colherá os frutos de uma vida que honrou e glorificou ao Senhor da Vida.


A copa 2018 ficará na história. Lances memoráveis proporcionados por alguns jogadores geniais serão relembrados de tempos em tempos, como acontece com lances das jogadas do Pelé, Maradona, Beckenbauer, Zinedine Zidane entre outros, que foram geniais nas copas passadas. Os que não são geniais cairão no esquecimento. Mas, para o nosso Deus, se você se colocou no caminho da fé cristã proporcionado por Jesus Cristo, no final será acolhido nos braços do Pai Eterno e receberá o galardão da vitória. Você não será esquecido!


Se tiver que fazer uma escolha, faça-a por Cristo e seja vencedor/a.


Que todos e todas sejam campeões e campeãs na caminhada da fé cristã.


José Carlos Peres

Bispo-presidente da Igreja Metodista 3RE


#Metodista3re #IgrejaMetodista #CampeõesEmCristo #CopaDoMundo2018


Veja nosso álbum:


0 visualização
INSCREVA-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • Facebook iConexão
  • Facebook IM3RE
  • Instagram IM3RE
  • Twitter IM3RE
  • YouTube IM3RE
  • SoundCloud IM3RE
  • LinkedIn IM3RE
  • Maps IM3RE

Faça aqui a sua assinatura e as atualizações do informativo online!

© 2018 por Sede Regional da Igreja Metodista 3ªRE | iConexão.

Whatsapp: +55 (11) 9.8346.0020